• Gabriela Vasco

Conheça as técnicas de microagulhamento para renovar a pele

Atualizado: 14 de jan.

O microagulhamento é uma técnica que vem ganhando mais força nos últimos tempos, com novidades como: canetas elétricas e ativos com tecnologias avançadas. Também conhecido como indução percutânea de Colágeno por Agulhas (IPCA), o microagulhamento é uma técnica com excelentes resultados.




É um procedimento dermatológico com pequenas agulhas que traz benefícios surpreendentes, com a perfuração das camadas da pele, o microagulhamento estimula o colágeno, diminuindo a aparência dos poros, manchas de melasma, acne, melhora a firmeza, textura e elasticidade da pele.



Hoje temos no mercado algumas opções de como executar a técnica de microagulhamento, vamos falar um pouco sobre elas:

1. Dermaroller

Composto por um rolo contendo microagulhas intercaladas e simétricas em formato cilíndrico, os comprimentos podem variar normalmente entre 0,50 mm a 2,00 mm e diâmetro de 0,13 mm.


O dispositivo deve rolar em movimentos de “vai e vem”, de cinco a dez vezes, em diferentes direções, em toda a região que está sendo tratada. Certificar-se de aplicar a mesma pressão e velocidade em toda a área em tratamento.


Indicado para permeação de cosméticos, renovação celular, rejuvenescimento, sequelas pós-acne, pós-queimadura, estrias, flacidez de pele, discromias, alopecia (calvície), celulite e gordura localizada.


2. Infusion Microagulhamento

O Smart infusion da Smart Gr é o primeiro sistema de infusão transcutânea, desenvolvido com alta tecnologia, que objetiva aumentar o volume de ativos permeados instantaneamente na pele a uma profundidade controlada, através de microagulhas extremamente finas.


São estéreis, descartáveis e de uso único, compatíveis com diversas soluções cosmecêuticas e Skinbooster, a capacidade máxima de cada recipiente é de 0,5 ml possui 20 microagulhas de titânio revestidas de ouro 24K.


Possui 3 opções de tamanhos das agulhas, nas versões de: 0,50 - 1,00 e 1,50 mm.

A aplicação é muito simples, basta inserir o ativo desejado e aplicar sobre a pele com leve pressão, porém algumas precauções devem ser tomadas.


O equipamento é de uso profissional, exige capacitação e treinamento, é extremamente proibido sua reutilização e o descarte deve ser feito em local adequado, e lembre-se sempre de higienizar corretamente a pele do paciente.


3. Caneta de microagulhamento

A caneta de microagulhamento está em alta no momento, é um equipamento de finalidade estética, composta por um dispositivo elétrico de microagulhamento da pele. Por possuir o formato de uma caneta, é prática e só necessita do acoplamento de cartuchos de microagulhas para o seu funcionamento.


É possível ajustar o tamanho das agulhas no próprio equipamento, variando o comprimento e largura, é portátil facilitando o transporte podendo ser usada tanto em atendimentos em clínicas como em home care.


A técnica se baseia em movimentos de “vai e vem” automáticos da caneta fazendo com que as agulhas penetrem na na pele, o profissional posiciona a caneta a 90° em relação com a pele e o movimento realizado é de arraste ou pontual, dependendo da profundidade da agulha e objetivo do tratamento, com movimentos de “vai e vem”, ela penetra microagulhas na pele.


  • LEMBRANDO QUE TODAS AS TÉCNICAS CITADAS ACIMA DEVEM SER APLICADAS SOMENTE POR PROFISSIONAIS CAPACITADOS.


gif

indicações

  • Permeação de cosméticos

  • Renovação celular

  • Rejuvenescimento

  • Sequelas pós-acne, pós-queimadura

  • Estrias

  • Flacidez de pele

  • Discromias

  • Alopecia (calvície)

  • Celulite e gordura localizada


gif

contraindicações

  • Gravidez e lactação

  • Diabetes

  • Neoplasias benignas e malignas

  • Doenças imunodepressoras (HIV, lúpus e outras)

  • Dermatites, psoríase, urticárias.

  • Cicatrizes ou propensão de queloides.

  • Dermatoses inflamatórias (rosácea e outras) ou Acne ativa.

  • Uso de isotretinoína (Esperar no mínimo seis meses após terminar o tratamento).

  • Usuários de medicamentos anticoagulantes.

  • Usuários crônicos ou agudos de corticoides.


Obs: O tratamento pode causar desconforto, quando usadas agulhas com mais de 0.5 mm, nesses casos, pode ser indicado usar pomada anestésica antes de iniciar o procedimento.


E aí, já usou alguma dessas técnicas ? Quer saber mais ? conta pra gente !



📌Para mais conteúdos do mundo do empreendedorismo, beleza, saúde e estética como esse, assine nossa Newsletter e saiba quando publicarmos!!!


gif

Referências:

PINHEIRO, Marcelle. MICROAGULHAMENTO: O QUE É, PARA QUE SERVE E COMO FAZER. Tua saúde, 2020. Disponível em: https://www.tuasaude.com/dermaroller/ . Acesso em: 17, de Nov. de 2021.


Sem autor: MICROAGULHAMENTO. Sociedade Brasileira de Dermatologia. Disponível em: https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/procedimentos/microagulhamento/18/ Acesso em: 17, de Nov. de 2021.

111 visualizações